segunda-feira, março 12, 2007




O louco


Tudo nele é irresponsabilidade, desprendimento, impulso , inexperiencia.É leve, caminha sem assentar os pés no chão. É também abandono, fuga, mudanças permanentes, necessidade de busca de algo reprimido durante muito tempo e que de repente extravasa.

Caminha como um maltrapilho, com uma sapato de cada cor, busca sem objectivo, olha para o lado, não repara que à sua frente pode estar um barranco.

Um cão que o acompanha avisa-o mas ele continua a sua caminhada descuidada.

Mas atenção, por vezes a caminhada espiritual exige uma nova busca interior e a errância do louco não é mais que essa exigência.

4 comentários:

Anônimo disse...

A lição do louco é uma evolução exclusivamente interior que renunciou aos bens materiais e à ambição.
O louco é a voz da verdade, só que livre das convenções sociais.

sa.ra disse...

:) que bela carta!

O "louco" marca o princípio da grande aventura do caminhante que se busca a si próprio! Leva apenas o que tem - apenas a si próprio - prescinde da pesada bagagem: mapas, metas, crenças, certezas...

Aberto e humilde, dispõe-se a descobrir quem é e o que faz aqui!
O cão, seu companheiro nesta aventura, representa a intuição, a espontaneidade e a entrega leal - os seus fiéis companheiros e guias interiores!
:)
é um melhor começo!
bj
dia muito feliz!

Edilson Pantoja disse...

Bem filosófico, amigo!
Abraço!

Kah disse...

Me idenfiquei com o louco, ando querendo mudanças, buscando um não sei o quê.Minha única exigência é não ter exigência alguma, como o louco busco por algo que me encontre.Adorei passar aqui e te ler,voltarei mais vezes se me permitires!