sábado, dezembro 18, 2010

Ahab e Moby Dick 3


Mas a augusta dignidade de que falo não é a dignidade dos reis e dos mantos, mas uma dignidade popular que não se adquire formalmente mercê de uma investidura solene.Pode encontrar-se num braço que empunha uma foice ou que se serve de um malho. É essa a dignidade democrática que irradia de Deus para todos os Homems de trabalho sem fim nem distinção. Mas do Deus absoluto, centro e perímetro de toda a democracia.

Herman Melville


PS: Muito obrigado a Hilton Valeriano, que me sugeriu desenhar todo os males que nos fazem, na expressão de Moby Dick

2 comentários:

Hilton Valeriano disse...

Meu amigo Ruaz, fico muito feliz em ver sua bela obra artística ilustrando esse grande clássico! Em breve devo postar fragmentos de Moby Dick com seus desenhos no Poesia Diversa. Um abraço!

Porfirio Silva disse...

Muito bom, companheiro!
Aquele abraço.