terça-feira, fevereiro 15, 2011

Cena 47

Acelerar, sentir a liberdade no vento e o vento na liberdade.

Nenhum comentário: