segunda-feira, setembro 25, 2006



Um dia diferente

Num dia diferente dos outros o homem tivera direito a uma importante lição.Disseram-lhe:
" Não deixes a tua mente saltitar demasiado. Tens de a habituar a ser só observadora, principalmente observadora de ti mesmo, do teu corpo , da tua alma.
Não esqueças também que a respiração é que liga o corpo com a alma.

O homem fechou os olhos e concentrou-se uns momentos na sua respiração. Ouviu que o ar inspirado e expirado fazia um som que, traduzido em palavras dizia distintamente: "sou o que sou, sou o que sou..."

Um comentário:

Nesita disse...

Pá, está com um ar um pouco desesperado o tipo ao lado do budista.